• TSE Solar Energy

Goiás Solar - Governo e Energia Solar

Apesar do estado de Goiás ser uma potência na produção energética com usinas termelétricas e biomassa, desde 2011 o Governo tem incentivado projetos na área de geração energética por meio da luz solar.


Nesse início as ações foram ainda tímidas até 2016 com uma proposta de projeto mais abrangente promovendo a interação entre universidades e empresários.Em fevereiro de 2017 houve a criação do programa de incentivo que leva o nome "Goiás Solar".



Goiás, devido a sua localização - E o Brasil de forma geral -, possui uma capacidade energética gigantesca que faz com que consideremos a produção atual como baixa. Mas estes incentivos e o acesso cada vez mais facilitado à informação e a financiamentos proporciona uma maior expansão.


170 era o números de usinas no início último ano em Goiás, produzindo 1.300 Kw/mês. Em dezembro do mesmo ano já eram 7.000 Kw/mês. Já os dados de 2018 confirmam a crescente do mercado com o número de 8.500 Kw produzidos no mês de fevereiro e as 605 usinas em funcionamento.


Goiás ocupa atualmente, no raking da geração de energia solar, a 8* posição, sendo dono de dois recordes. Um deles de maior usina fotovoltaica em área urbana - a nível Brasil - onde foram instaladas 2.800 placas sobre o telhado de um supermercado, gerando 1.500 Mwh!


E o segundo recorde aconteceu na cidade de Cristalina com a primeira usina flutuante do país. Uma fazenda que produz 23 mil litros de leite por dia, agora também produz energia suficiente para suprir sua demanda; o equivalente a 170 casas populares!


Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos e para saber mais acompanhe-nos em nossas redes sociais!

43 visualizações